Publicidade

7 cuidados da pele contra o envelhecimento após os 30 e 40 anos.



O metabolismo depois dos 30 não é mais o mesmo. A frase, quase um clichê, aparece para dar conta das preocupações que começam a ficar mais fortes a partir desta fase - começando pela dificuldade em emagrecer, manter o peso e terminando com as marcas na pele. "É nesta idade, em geral, que o organismo para de produzir colágeno, classe de proteínas que promove a elasticidade da pele", afirma o dermatologista Valcinir Bedin, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia Clínico Cirúrgica. Conheça tratamentos e cuidados para retardar o envelhecimento da pele nesta fase.



1- Use filtro solar

"Filtro solar deve ser usado sempre, é o principal cuidado com a saúde da pele", afirma o dermatologista Valcinir. Segundo ele, a aplicação regular prolonga em até 50% a duração do colágeno estocado no corpo, ou seja, o que havia sido produzido no passado. O factor de protecção solar (FPS) do produto deve ser entre 15 e 30 e a reaplicação precisa ser feita, ao menos, uma vez no dia.


2- Faça esfoliação.

"A esfoliação também pode ser uma etapa no combate ao envelhecimento da pele", afirma a dermatologista Daniela Landim. O procedimento elimina as células mortas da superfície da pele, facilitando inclusive a acção de outros produtos, como o hidratante. Ele ainda estimula a renovação celular e reduz manchas, marcas e poros. A especialista só não recomenda métodos caseiros de esfoliação, que podem agredir a pele e causar até alergias.


3- Invista em hidratantes.

Antes mesmo do filtro solar, é recomendado o uso de um hidratante. "A desidratação também envelhece a pele, por isso é fundamental repor a água perdida', afirma o dermatologista Valcinir. Prefira fórmulas com ureia, lactato de amónio ou outro activo que facilite a penetração do líquido na pele. Se possível, invista em um produto com derivados do silicone, que impermeabilizam a pele, evitando a perda excessiva de água.

Leia também:


4 – Experimente alguns tratamentos estéticos.

Nesta idade já é possível investir em alguns tratamentos estéticos com aparelhos a laser para estimular a produção de colágeno, como a radiofrequência e o laser infravermelho, de acordo com o dermatologista Claudio Mutti, da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia. O especialista diz ainda que se a mulher já apresentar rugas ao redor dos olhos e outras marcas de idade, pode considerar a toxina botulínica. "Cirurgias são recomendadas apenas para os casos em que os tratamentos não invasivos não estiverem apresentando o resultado desejado". O aconselhável é a massagem dermoconjuntiva.


5 – Tire a maquiagem.

Depois do hidratante e do filtro solar, você pode usar e abusar da maquiagem, desde que se comprometa a eliminar todo o produto no fim do dia. 'Permanecer muito tempo de maquiagem pode originar uma dermatite de contacto e assim como toda inflamação, ela favorece o envelhecimento celular", alerta o dermatologista Valcinir. Para retirar a maquiagem, não aposte em métodos caseiros, como o sabonete que você usa para tomar banho. Use um demaquilante ou um sabonete líquido infantil, que faz a limpeza e não agride a pele. Evite produtos que contenham álcool, pois eles favorecem o ressecamento.


6 – Aposte em cremes

Com a diminuição natural da produção de colágeno pelo corpo, o uso de cremes que estimulem sua produção surge como uma boa estratégia para retardar o envelhecimento. "Os mais recomendados são os à base de ácido hialurônico e ácido retinoico", afirma o dermatologista Valcinir. Ele sugere usar apenas um dos ácidos por dia e, se possível, alternar a aplicação de cada um dos cremes. A qualquer sinal de descamação ou vermelhidão, o especialista deve ser informado. Veja aqui alguns produtos que te vão ajudar a fazer milagres e deixar a pele mais suave e saudável. 


7 – Peeling.


Mulheres que já apresentam rugas ou manchas na pele podem recorrer a um peeling superficial. Segundo a dermatologista Daniela, o procedimento evoluiu muito e está cada vez mais direccionado para uma acção específica, o que torna seu uso mais seguro. "O procedimento ainda é indicado para quem sofre com acne, possui cicatrizes ou lesões superficiais pré-cancerosas", afirma. O peeling deve ser feito em uma clínica especializada para evitar que a pele sofra agressões. 


Com tecnologia do Blogger.