Publicidade

Cuidados com o uso da pílula do dia seguinte.



A pílula do dia seguinte é um contraceptivo que só deve ser usado em casos extremos, e sempre por orientação médica. Ela não faz bem à saúde da mulher, por ser uma bomba de hormónios usada em casos de esquecimento da pílula convencional ou pelo rompimento da camisinha, por exemplo, ela é um método de emergência. Por isso mesmo costuma levantar muitas dúvidas quanto ao modo de usar, sua eficácia e riscos. Para esclarecer melhor o tema, o vix conversou com a ginecologista e obstetra Dra. Karina Zulli. Veja o que ela diz a respeito da pílula do dia seguinte:


- O uso do preservativo deve ser considerado prioridade em toda relação sexual. Além de evitar a gravidez indesejada, ele previne todas as doenças sexualmente transmissíveis. Já a pílula do dia seguinte só protege de uma gravidez indesejada. Ela deve ser tomada somente em casos extremos.
- A pílula do dia seguinte cai como uma "bomba" hormonal em nosso corpo. Um comprimido dela equivale a 10 comprimidos de anticoncepcional comum. Ela é composta de dosagem hormonais muito alta, isso aumenta as chances de trombose, câncer, náuseas, vómitos e outras doenças. O correto é fazer o uso do anticoncepcional mensalmente e evitar, ao máximo, o uso da pílula do dia seguinte.


Mesmo tomando a pílula do dia seguinte é possível engravidar?
Sim. Como todo método há um risco de falha. A chance de engravidar é de 3 a 5% se ingerida respeitando os horários correctos contidos na bula.
Se eu tomar repetidas vezes ela perde o efeito?
Não. A pílula do dia seguinte não tem um efeito de "acúmulo" no corpo da mulher. A pílula não deixará de ser menos eficaz. O que acontece é que a mulher acaba se expondo a uma situação recorrente e que prejudica, e muito, o corpo dela. O uso da pílula do dia seguinte não faz bem a saúde da mulher. Mas mesmo assim, elas tomam a pílula para evitar uma gravidez indesejada.
Ela é um método abortivo?
Não. Se a mulher estiver grávida e tomar a pílula do dia seguinte não surtirá efeito algum. As substâncias medicamentosas que têm na pílula não passam ao bebê.
Preciso de receita médica para comprar a pílula?
Sempre com a orientação médica, porém farmácias não fazem restrição nenhuma. É importante lembrar que sempre antes de ingerir a pílula do dia seguinte é imprescindível que você consulte o seu ginecologista. A pílula pode dar vários efeitos colaterais na mulher.
Como a pílula deve ser tomada?
Existem dois tipos de pílula do dia seguinte: uma em uma dose única que deve ser tomada em até 72h após a relação sexual e, a outra, em duas doses. Sendo um comprimido ingerido logo após a relação e o outro 12h depois. Mas ressalto que antes de comprar o medicamento consulte o seu médico. Isso é de extrema importância.

Fonte: vix 

Com tecnologia do Blogger.