Publicidade

Como saber diagnosticar o problema da ejaculação precoce?


A incapacidade de sustentar a erecção por um período prolongado, antecipada pela ejaculação mais rápida após iniciar o ato sexual é caracterizada como ejaculação precoce. Apesar de ser mais comum em homens entre os 20 e 40 anos, este problema não só pode ocorrer com qualquer um, como em alguma fase da vida, certamente, você passará por isso – se ainda não passou, já que é um problema bastante comum no início da vida sexual, por questões de insegurança ou mesmo inexperiência.

Publicidade.


Contudo, se esse problema tem ocorrido com uma certa frequência na sua prática sexual, um alerta deve ser ligado. Aprenda agora como diagnosticar se você possui ejaculação precoce:

AVALIE O TEMPO DE DURAÇÃO DA ERECÇÃO ATÉ O MOMENTO DA EJACULAÇÃO
Geralmente, para se caracterizar como ejaculação precoce, o tempo entre o início do ato sexual até que você ejacule dura em torno de dois minutos, podendo variar. Este é o primeiro indício de que você pode estar sofrendo deste problema e precisa recorrer a um tratamento. Contudo, o factor frequência também precisa ser analisado. Afinal, algumas situações como o estresse e o nervosismo externo à relação podem também influenciar o ocorrido.

Veja também:



FIQUE DE OLHO EM OUTROS SINTOMAS PARA IDENTIFICAR MAIS FACILMENTE O TIPO DO SEU PROBLEMA
Existem geralmente duas classificações para a ejaculação precoce, denominadas primária e secundaria. Além do primeiro alerta citado, estão na lista de sintomas de ambas as categorias:
·         Falta de habilidade em conseguir prolongar a a erecção em meio ao ato sexual;
Frustrações, cansaço, estresse e nervosismo evitando o envolvimento sexual, ou a intimidade, com o parceiro;
Problemas em manter a erecção com pouco tempo de penetração durante o ato sexual – cerca de um minuto é um factor de alerta.
O que difere amas as categorias é a frequência ou período que eles ocorrem. No primário, estes sintomas ocorrem por toda a sua vida, interferindo no seu desempenho e satisfação sexual no decorrer dos anos. Já o secundário é caracterizado pela ejaculação precoce recente, ou seja, por muitos anos este não foi um problema, mas por motivos desconhecidos os sintomas têm se manifestado.


Publicidade.


DIAGNÓSTICO DE EJACULAÇÃO PRECOCE É SEMPRE COM UM MÉDICO ANDROLOGISTA
Apesar do indício citado, a única forma de realmente diagnosticar o problema de ejaculação precoce é por meio de um médico especialista. Por isso, assim que perceber os sinais, em vez de postergar a busca pelo especialista para confirmar a sua suspeita, não hesite e tente esperar para que tudo volte a funcionar normalmente: o faça! Podem haver aspectos psicológicos envolvidos, mas também há a possibilidade de ser algo biológico. Por isso, alguns exames físicos também serão necessários. Somente o profissional com conhecimento de causa saberá exactamente como conduzir a situação e até mesmo indicar o tratamento adequado à sua situação.
Se você tem passado por problemas de ejaculação precoce, não se envergonhe em procurar o auxílio de um médico. O quanto antes o diagnóstico for feito, mais fácil e rapidamente o tratamento será aplicado e melhores as chances de resultado!
Você identificou alguns desses sintomas na sua rotina sexual? Ainda tem dúvidas sobre o assunto? deixe as suas questões nos comentários! 


Publicidade.

Fonte:Centro Médico de Tele Medicina

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.