Publicidade

Ejaculação Precoce, o problema que aflige muitos Homens

A ejaculação precoce é um problema sexual masculino. De acordo com especialistas, ela atinge de 20 a 30% dos homens.

O problema se caracteriza pela ausência ou baixo controle da ejaculação, fazendo com que o homem ejacule antes do desejado em uma relação sexual para que esta seja considerada satisfatória para as duas pessoas envolvidas. Segundo alguns especialistas, homens que ejaculam constantemente em menos de 3 minutos depois do início da penetração, podem ser considerados acometidos de ejaculação precoce.


Embora a ejaculação precoce não cause nenhum problema directamente à saúde ou à fertilidade do homem, esta dificuldade impacta muito em sua auto-estima. Em alguns casos, o receio de ejacular precocemente em possíveis relações sexuais pode acarretar no desenvolvimento de depressão, ansiedade e até chegar a evitar aproximação com pessoas de seu interesse por conta disso.

A ejaculação precoce, conforme os médicos defendem, está relacionada a causas psicológicas, comportamentais e emocionais em mais de 90% dos casos. Praticamente todos os casos são passíveis de tratamento.


PRINCIPAIS CAUSAS E CONDUTAS DE TRATAMENTO PARA A EJACULAÇÃO PRECOCE:

Falta de Experiência
Homens que iniciaram recentemente a sua vida sexual, independente da idade, costumam apresentar o problema. Geralmente, a pessoa consegue maior controle da ejaculação à medida que tem novas experiências sexuais, adquirindo autoconfiança e afastando de vez a ejaculação precoce.

Problemas Psicológicos
Além da falta de experiência, alguns homens se sentem inseguros, ansiosos, apreensivos e acabam ejaculando precocemente durantes as relações. Se estas emoções não forem controladas, o problema tende a persistir.

Neste caso, o homem pode resolver o problema sozinho ou em parceria, treinando o próprio controlo em relação à ejaculação – seja por meio de relações ou técnicas de relaxamento. No entanto, o homem pode se sentir ainda mais pressionado e acabar não resolvendo o problema. Assim, o mais indicado é procurar ajuda profissional. O profissional avaliará os relatos clínicos do paciente. Geralmente, são indicados exercícios para que o homem obtenha mais confiança e consiga controlar a sua ejaculação, ou a psicoterapia.

Em relatos isolados, o médico pode prescrever medicamentos que têm, como efeito colateral, o retardo da ejaculação. Porém, é preciso avaliar a real necessidade e os benefícios de administrar medicações psicotrópicas.

MITOS SOBRE A EJACULAÇÃO PRECOCE:

Mito 1 – A Ejaculação Precoce Sempre é Própria da Idade e Costuma Desaparecer Espontaneamente
Como vimos acima, pessoas inexperientes podem apresentar o problema, porém, com a prática de algumas relações sexuais, o homem adquire controlo sobre a sua ejaculação. Quando isto não acontece, o problema não desaparece espontaneamente e é preciso, sim, procurar ajuda especializada.

Mito 2 – Um Homem tem Ejaculação Precoce Quando a Outra Pessoa não lhe é tão Interessante
Falta de atracção não influencia no tempo em que o homem leva para ejacular. A falta de interesse na outra pessoa costuma causar dificuldade de erecção, não de ejaculação. Muitas vezes, o motivo pode ser exactamente oposto. Ou seja, o homem sente muita atracção pela outra pessoa e com medo de ejacular muito rápido, acaba realmente perdendo o controle sobre a sua própria ejaculação.

Mito 3 – Remédios Vasodilatadores Ajudam a Resolver o Problema da Ejaculação Precoce
Estes medicamentos (como Viagra, Cialis e outros) não têm actuação sobre o tempo em que um homem leva para ejacular. Tais remédios são indicados para quem tem problemas de erecção. Inclusive, os medicamentos são totalmente contra-indicados para quem não tem problema de erecção.

Mito 4 – A Ejaculação Precoce não Tem Cura

Por ser considerada uma doença e ter tratamentos médicos específicos, a ejaculação precoce tem cura sim.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.