Publicidade

Entenda quais são os principais factores de risco da ejaculação precoce


A ejaculação precoce é um distúrbio sexual que consiste na dificuldade de controlar o gozo e libertação de esperma em, pelo menos, 50% das relações sexuais. Quem sofre com esse problema tem episódios recorrentes de ejaculação imediatamente após a penetração ou mesmo antes dela, com o mínimo de estímulo sexual.

Qualquer homem está sujeito a sofrer com ejaculação precoce, mas existem factores psicológicos e biológicos que aumentam a propensão a desenvolver o problema. Quer saber quais são os principais factores de risco da ejaculação precoce? Então continue lendo o nosso artigo e descubra se você tem algum deles.

DISFUNÇÃO ERÉCTIL
Sim! Homens que possuem disfunção eréctil têm mais chances de desenvolver a ejaculação precoce. Se o homem tem dificuldade de obter ou manter a erecção, tal problema pode acarretar a libertação do esperma precocemente, normalmente antes do primeiro minuto da relação. O medo e constrangimento por causa dessa condição também pode fazer com que o processo ejaculatório se apresse conscientemente ou inconscientemente.

DOENÇAS PRÉ-EXISTENTES
O histórico de saúde também interfere na ejaculação precoce, especialmente se houver alguma condição médica preocupante, a exemplo de infecções e inflamações na próstata. Cirurgias pélvicas e até mesmo doenças cardiorrespiratórias podem comprometer a ejaculação e acelerar a libertação de esperma.

ESTRESS, ANSIEDADE E USO EXCESSIVO DE CAFEÍNA PODEM OCASIONAR EJACULAÇÃO PRECOCE
Seja por causa de traumas sexuais do passado, problemas no trabalho, pressões familiares, falta de dinheiro, ansiedade em relação ao desempenho na cama, dificuldades com a parceira, tensões emocionais e preocupações, a condição psicológica pode prejudicar o processo ejaculatório e causar a ejaculação precoce.

Além disso, o uso excessivo de cafeína pode piorar todo esse ciclo de estresse/ansiedade/nervosismo, piorando ainda mais o quadro de estresse associado com a ejaculação precoce. Isto não quer dizer que um cafezinho por dia pode levar a este quadro, mas o excesso é sim prejudicial para a saúde sexual e também para a saúde como um todo.

ALTERAÇÕES NOS NEUROTRANSMISSORES
A alteração no nível de neurotransmissores, como por exemplo, a serotonina, pode aumentar a propensão a desenvolver esse distúrbio sexual. Isso ocorre porque os neurotransmissores orquestram a ejaculação e ajudam a controlar o sistema ejaculatório. Se esses hormônios estiverem em baixa, há maiores chances de ter ejaculação prematura.

USO DE MEDICAMENTOS PSICOTRÓPICOS
Um grande factor de risco para o desenvolvimento de ejaculação precoce é o uso contínuo e exagerado de drogas e medicamentos psicotrópicos. Eles podem ser prejudiciais para a vida sexual porque dificultam a troca de mensagens entre o cérebro e o corpo, provocando assim a indesejada ejaculação precoce.

NÍVEIS HORMONAIS ALTERADOS
Quando os níveis hormonais estão alterados, isso pode se tornar a principal causa biológica da ejaculação precoce, principalmente quando se trata da produção de testosterona. Problemas na tireóide também estão entre os factores de risco, pois os hormônios tireoidianos regulam o metabolismo do corpo globalmente e quando eles sofrem alterações, principalmente nos casos de hipotireoidismo, o homem fica mais sujeito a sofrer com a ejaculação precoce.


E aí, você gostou do nosso artigo? Compartilhe suas opiniões connosco através dos comentários. Ah, e se você reúne um ou mais factores de risco e já teve episódios de ejaculação precoce que geraram frustração e insatisfação sexual, procure um tratamento especializado, pois esse distúrbio sexual tem cura. Fica a dica! Até a próxima e continue de olho nas novidades do nosso blog!  

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.