Publicidade

Você sabia que há forma de usar ervas como segredo para diminuir coceira e mau cheiro na vagina? Confira!

Cada vez mais difundidas, as terapias alternativas da ginecologia natural evitam a adopção desnecessária de tratamentos medicamentosos. Entre os tratamentos caseiros mais comuns estão aqueles para candidíase e outras causas da coceira.


Tratamento natural para candidíase
Mulheres que têm problemas ginecológicos como candidíase podem sofrer crises de coceira decorrente da infecção até cinco vezes por ano. Além dela, episódios de herpes, sintomas da queda do sistema imunológico, alergias e secreções que causam mau cheiro podem ser prevenidas com alguns hábitos naturais e caseiros. Um deles é o banho de vapor ou vaporização, uma variação do banho de assento.

Banho de vapor com camomila
A camomila é um calmante natural que, quando usado em tratamentos para a região íntima, alivia assaduras e ajuda no tratamento da candidíase e no alívio de outras desordens causadas pela proliferação exagerada de micro-organismos que fazem parte da flora vaginal.

Uma das maneiras de usufruir dos benefícios da camomila é através da vaporização. Para realizá-la, você precisa de boa quantidade da erva seca e de uma hora, tempo suficiente para a preparação do chá e realização do banho de vapor.

Como fazer
Ferva quatro litros de água filtrada por dez minutos e adicione uma xícara de camomila desidratada ou duas xícaras de flores frescas. Deixe a mistura descansar por cinco minutos - a infusão deve ficar tampada. Em seguida, despeje o chá em uma bacia e sente-se na pontinha de uma cadeira sem roupa. O intuito é que o vapor da água chegue até a vulva (região externa da vagina).

Envolva uma toalha na cintura para criar uma faixa de “contenção” e não deixar o vapor escapar. O banho deve durar entre 20 e 30 minutos, tempo necessário para o tecido vaginal absorver todas as propriedades medicinais da infusão.

Durante o processo é necessário ter cuidado para não se queimar. A temperatura deve ser quente, mas não a ponto de queimar a pele.

Como todo tratamento ginecológico, a vaporização de camomila também deve ser autorizada pelo médico ginecologista. Apenas um especialista poderá indicar qual composto é o mais indicado para você, visto que usar o errado pode piorar o problema em questão.



Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.