Publicidade

O sexo acabou no meu relacionamento. Será que tem como recuperar? Por onde começar?

Todo relacionamento duradouro pode passar por altos e baixos na libido e, em alguns casos, sem que os próprios parceiros percebam, o sexo acaba desaparecendo completamente.

A falta de intimidade não significa exatamente fim do amor e alguns ajustes podem ser feitos para recuperar o desejo e retomar a rotina de troca de carícias e satisfação sexual. Mas antes de apostar em malabarismos na cama, acessórios e forçar fantasias, é preciso ir com calma.


Como trazer o sexo de volta no casamento?
Tenha em mente que não existem regras, manuais ou maneira única de abordar e resolver o problema, já que cada relacionamento possui dinâmica própria. Mas o mais indicado para começar a driblar a falta de sexo é seguir o caminho do diálogo aberto e sincero.

Entender os motivos pelos quais a intimidade ficou esquecida é o primeiro passo. Apesar de direta, a conversa com o parceiro ou parceira precisa ser delicada e calma, sem trocas de acusações ou demonstrações de mágoa.

Deixe claro que sente falta de uma intimidade maior no relacionamento, que ainda é sexualmente atraído(a) pelo(a) companheiro(a), ouça o que o outro tem a dizer, o que sente e procurem juntos entender por que a relação esfriou.

O momento da conversa deve ser de união e não de briga, já que a sinceridade e a harmonia do diálogo aumentam as chances de descobrir o que anda atrapalhando a rotina sexual e a libido. A melhor saída é manter o papo com leveza e até mesmo bom humor para evitar possíveis constrangimentos.


Uma vez que o sinal de alerta da falta de sexo na relação for percebido, procure também avaliar seu próprio comportamento. Reflita sobre como tem sido o convívio a dois, questione-se sobre como tem tratado o outro e esclareça internamente possíveis dúvidas em relação ao que sente pelo(a) parceiro(a).

Somente depois de compreender e esclarecer os motivos da falta de sexo o casal deve buscar as melhores saídas que ajudam a apimentar a relação, como uma simples saída da rotina, com jantares românticos, passeios ou mesmo incentivo a experimentações de posições e fantasias sexuais.

Se vocês têm filhos, é fundamental encontrar tempo para o casal quando as crianças não estiverem por perto, seja de manhã, após o horário de dormir ou uma escapada ao final de semana. Outro ponto importante é estabelecer regras para o sono: os filhos precisam ficar em seus próprios quartos para que o casal tenha a intimidade preservada.

Procure consumir conteúdos eróticos, como vídeos, filmes e até leituras que agucem o desejo. Isso pode ser feito junto com o(a) parceiro(a), mas é interessante que você faça sozinho(a) também, para despertar novamente sua sexualidade.

Masturbar-se é um ponto fundamental para manter o erotismo a dois: quando estiver só - no banho, por exemplo -, procure se tocar e explorar pontos sensíveis do seu corpo, redescobrir o que te excita e reascender seu próprio desejo.

Se possível, planeje uma viagem a dois, que poderá ser uma nova lua de mel. Só de sair do cenário cotidiano, vocês conseguirão desligar o piloto automático e renovar as energias. O momento também ira estimulá-los a prestar mais atenção no outro, retomar o diálogo e reforçar o laço afetivo. O sexo, portanto, virá naturalmente.

Não tenha receio de recorrer a ajuda profissional, se necessário. Pode ser que o motivo do bloqueio sexual seja inconsciente e, assim, vocês não conseguirão acessá-lo tão facilmente. O auxílio de um terapeuta pode ajudar muito neste caso, trazendo à tona questões que vocês talvez nem soubessem que estavam no caminho.



Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.