Publicidade

Você sabe quantas vezes se deve dar banho a um recém-nascido?


É óbvio que os bebês recém-nascidos quase não se sujam. Além disso, como sua principal necessidade de higienização já acontece com a troca de fraldas, com o intuito de limpar o xixi e o cocô, pelo menos, a cada três horas, não existe tanta urgência no banho diário. Entretanto, mais que limpar, o banho também tem um papel importante para refrescar, até baixar a temperatura em crises de febre e relaxar a criança.

QUAL A FREQUÊNCIA IDEAL?
Por via de regra, dar um banho por dia no bebê é suficiente. Mas não existe receita única para todas as estações. Tudo depende dos hábitos da família e da rotina estabelecida com o bebê. Assim como não existe um horário mais adequado.




São fatores como a localização geográfica, variação do clima, ou até mesmo os fatos do dia (quantidade de refluxo e cocô que vazou da fralda) que vão indicar a quantidade e necessidade de banhos.

Assim sendo, não existe, portanto, um limite para o número de banhos. A única recomendação é usar menos produtos de higiene, ou melhor, menos sabonete se for repetir mais de um banho por dia, para evitar o ressecamento da pele. Se for necessário banhar o bebê mais de uma vez, use apenas água.

Também é preciso ter cuidado com o excesso do hábito repetido durante o dia. Tomar banhos demais faz mal porque a pele possui um equilíbrio natural entre a gordura e as bactérias, conferindo, assim, uma camada protetora ao corpo. O excesso de água quente e sabonete retiram essa barreira natural que é benéfica e protege a pele de micoses, eczemas e até alergias.




Depois do banho, o ideal é que o bebê seja enrolado em uma toalha bem limpa e macia. Para facilitar e evitar que a criança fique muito tempo exposta ao frio e às correntes de ar, o ideal é que o trocador esteja bem próximo ao local do banho.



Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.