Publicidade

Homem foge quando se apaixona? E a mulher? Veja como cada um lida com o amor

Quando se apaixonam, algumas pessoas não têm medo de se entregar e entram com tudo nos relacionamentos. Já outras, por diversos motivos, acabam investindo em jogos de sedução para sentir que estão no controle da situação.





Apesar de cada um agir de uma forma, existe uma crença de que, no geral, as mulheres mergulham de cabeça nas paixões, enquanto os homens sentem medo e fogem. Mas será mesmo que os homens tendem a se afastar quando percebem que estão gostando de verdade de uma pessoa?

De acordo com a psicóloga capacitada em terapias de casal Julia Bittencourt, mais do que o gênero, o que interfere na forma de vivenciar o amor são as experiências passadas de cada pessoa, as influências familiares, relacionamentos antigos e o aprendizado tirado destas situações.

“Há pessoas mais receosas no momento de se entregar para o amor e confiar em outra pessoa, assim como há pessoas destemidas, que se entregam e se jogam nas relações”, comenta Julia ao destacar que isso acontece tanto com homens quanto com mulheres.

Como homens e mulheres lidam com o amor?

Contudo, ela pondera que os homens geralmente são ensinados a serem mais “durões”, menos sensíveis e românticos. “Muitos não querem se apegar e preferem ser livres por mais tempo, pois receberam esta cultura. Portanto, podem, sims se afastar para evitar esse envolvimento. Mas isso pode acontecer com as mulheres também”, afirma a psicóloga.

Além disso, Julia ainda relembra que os homens costumam ser mais racionais e práticos do que as mulheres, o que não quer dizer que eles não se apaixonem. É a forma de demonstrar o amor que costuma ser diferente.

“Ele pode estar apaixonado, mas vivendo a vida normalmente no trabalho, com os amigos e precisando do seu espaço. Já a mulher pode fantasiar mais, ter vontade de ficar próxima com mais frequência e pensar no parceiro o tempo todo - comportamento que, muitas vezes, até atrapalha seu trabalho e sua vida social”, explica a terapeuta.



Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.