Publicidade

Procure um médico se você tiver algum desses sintomas durante a menstruação.

Ao longo dos anos, o ciclo menstrual de uma mulher pode passar por diversas mudanças, mas algumas alterações não podem ser consideradas normais se apresentam alguns sintomas específicos. Confira quando há sinais de que é preciso procurar um médico:


Menstruação: sintomas que não são normais

1. Um ciclo menstrual considerado normal dura, em média, 28 dias. Mudanças muito grandes no período merecem uma avaliação médica, pois podem sinalizar problemas como doenças na tireoide, pólipos endometriais, miomas, síndrome dos ovários policísticos, entre outros.

2. Se a menstruação é muito prolongada, ou seja, ultrapassa o período médio de oito dias, procure um médico. A condição pode estar relacionada a algum desequilíbrio hormonal, doenças no útero ou hipermenorreia, que provoca perda excessiva de sangue e até anemia.

3. A quantidade de sangue na menstruação varia muito de mulher para mulher, mas se você notar alguma alteração muito grande de volume e necessidade de trocar de absorvente em intervalos de tempo mais curtos do que de costume, vale marcar uma consulta com médico. A mudança repentina pode indicar cistos ováricos, fibromas, desequilíbrio hormonal, pólipos uterinos ou problemas de coagulação.

4. Cólicas menstruais são comuns no período, mas se passam a ser muito fortes e persistentes, é importante investigar o quadro, já que pode ser um dos sintomas de endometriose.

5. Febre e/ou vômito no período menstrual não são considerados normais. Os desconfortos, assim como dores de cabeça muito intensas, podem indicar desequilíbrio hormonal.

6. Se durante o ciclo você percebe odor forte e desagradável na vagina, muito diferente do normal, vá ao médico. A condição pode ser sinal de alguma infecção ou doença ginecológica.

7. Corrimento marrom após a menstruação também pode ser indício de algum problema na região íntima. Um médico deve ser consultado para identificar possíveis causas e tratamentos para a condição.



Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.