Publicidade

Duas piores dietas de 2017 muito populares no Brasil: Entenda por que são ruins?

O ranking mundial das dietas, elaborado pela companhia U.S. News & World Report, elenca todos os anos quais são os melhores e piores regimes. Em 2017, dois métodos famosos no Brasil ficaram no fim da lista.

ranking das dietas foi elaborado com base na análise de especialistas que mediram efetividade, facilidade, riscos, teoria e outras características de regimes com diversos fins, desde emagrecimento até redução de diabetes.

Na categoria geral, duas dietas marcaram menos pontos e, portanto, foram consideradas as piores:

Dukan
O ranking elegeu Dukan como a pior dieta de 2017. O método criado pelo nutrólogo Pierre Dukan promete reduzir até 10 quilos na primeira semana e prosseguir com o emagrecimento de 2 a 4 quilos por semana até o paciente atingir a meta desejada.


Esse regime tem regras restritivas sobre o que fazer ou não fazer: a primeira semana inclui somente proteínas magras e mais nenhum outro tipo de alimento no cardápio. Já a segunda acrescenta vegetais às refeições.

A terceira fase inclui alimentos ricos em amido, queijo e pão. Na última semana, todos os alimentos estão liberados, mas um dia por semana é inteiramente dedicado às proteínas.

Por que é ruim?
Os pontos negativos da Dukan são diversos, um deles é o fato de que comer muita proteína por longos períodos eleva os níveis de ácido úrico no sangue e pode causar sérios riscos aos rins.

Além disso, retirar grupos alimentares inteiros pode causar deficiência de nutrientes. O baixo teor de carboidratos ainda pode causar efeitos colaterais como apatia, mau hálito, boca seca e prisão de ventre, além de fraqueza e irritabilidade.

Outra desvantagem é que as regras do plano alimentar podem ser difíceis de seguir, desestimulando os adeptos e favorecendo o efeito sanfona.

Cetogênica
A segunda pior dieta de 2017 é a cetogênica, cujo cardápio tem o consumo de gorduras boas como carro-chefe.


O princípio é simples: ao cortar carboidratos e substituí-los por gorduras, o corpo entra em estado de cetose, que é quando as gorduras armazenadas são transformadas em cetonas, que por sua vez viram energia - ou seja, são queimadas.

Por que é ruim?
Embora realmente leve ao emagrecimento, a extrema restrição de carboidratos também é o grande problema da dieta cetogênica, segundo o ranking.

O consumo elevado de gorduras pode ser perigoso para portadores de doenças nos rins ou fígado, diabéticos e mulheres grávidas.


Outra preocupação inclui o fato de o regime dificilmente ser sustentado com o passar do tempo e não ensinar a ter hábitos saudáveis



Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.