Publicidade

Muitos pais estão descobrindo que seus filhos têm a Síndrome Mão-Pé-Boca. Saiba o que é isso!

Febres altas e lesões nas mãos, pés e bocas têm levado muitos pais até o pediatra. O diagnóstico assusta no primeiro momento, trata-se da Síndrome Mão-Pé-Boca, infecção causada pelo vírus Coxsackie, que atinge, principalmente, crianças de até 5 anos.


O que é o Síndrome Mão-Pé-Boca?
Apesar de atingir regiões do corpo como bumbum, braços e pernas, a Síndrome é mais focada nas partes que deram origem ao seu nome.

Para identifica-lo é preciso um pouco de atenção. É comum que a criança apresente febre alta por 2 ou 3 dias e uma possível melhora antes de um novo quadro febril. E, além das lesões, é possível que haja outros sintomas de gripe como coriza, dor de garganta e falta de apetite.

Altamente contagiosas, elas surgem na fase da vida em que as crianças costumam levar tudo a boca e ainda não têm a consciência da importância de lavar as mãos. E é a higiene o maior artifício para a prevenção da doença.

Mas, se ainda assim seu filho foi infectado pelo vírus, não se preocupe. O diagnóstico pode ser realizado com um exame físico, sem a necessidade de outros mais específicos.

O tratamento também é realizado com remédios para aliviar a dor e permitir que a criança consiga comer. A doença costuma ser benigna para a maioria das crianças e durar cerca de 7 dias.

Vale lembrar que não existe vacina para esse vírus e que quem teve uma vez pode vir a contrair novamente. Por isso, ensinar a importância da higienização das mãos e sempre limpar corretamente os alimentos e instrumentos usados pela criança são atitudes essenciais.



Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.