Publicidade

Sinais da Síndrome do Ovário Policístico que talvez você nunca tenha notado

A Síndrome dos Ovários Policísticos é uma desordem endócrina que interfere no processo de ovulação e leva à formação de cistos que não desaparecem após o ciclo menstrual e acabam alterando a estrutura do ovário, fazendo com que ele fique até três vezes mais largo do que o normal.

O quanto antes a condição for diagnosticada, menores os impactos para a saúde da paciente. Portanto, além de se consultar regularmente com um ginecologista, a mulher deve ficar atenta a possíveis sinais de Síndrome do Ovário Policístico que nem sempre são notados ou são facilmente confundidos.


Sintomas de Síndrome do Ovário Policístico

Pelos em excesso: o aumento de pelos nas regiões das axilas, genitália e rosto ocorre pela ação aumentada dos hormônios sexuais masculinos, comum à SOP.

Queda de cabelos: o enfraquecimento e queda dos fios também acontecem por causa das grandes alterações hormonais provocadas pela Síndrome dos Ovários Policísticos.

Acne: a ação dos hormônios andrógenos sobre as glândulas sebáceas aumenta a oleosidade da pele e, consequentemente, leva ao aparecimento de espinhas.

Manchas na pele: marcas mais escuras na cútis, especialmente nas axilas e atrás do pescoço, também podem ser sintomas da SOP.

Menstruação irregular: trata-se da alteração do ciclo causada pela ausência da ovulação.

Ganho de peso: a SOP predispõe a mulher ao aumento de peso sem motivos aparentes por causa das alterações de hormônios sexuais e da elevação da insulina.


Causas e tratamentos da Síndrome dos Ovários Policísticos

Estima-se que a SOP afeta 20% das mulheres durante a fase reprodutiva. As causas ainda não são completamente conhecidas, mas já se sabe que o problema tem origem genética, pois irmãs ou filhas de uma mulher portadora da desordem têm 50% de chance de desenvolver o quadro.

A Síndrome dos Ovários Policísticos pode ser controlada através de tratamento medicamentoso, com uso de anticoncepcionais hormonais que podem proteger os ovários da formação dos microcistos e diminuir os níveis de insulina e hormônios masculinos.



Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.