Publicidade

Coceira na palma da mão e na sola do pé podem indicar sinal de doença no fígado

Ao contrário do que muita gente imagina, o aparecimento de alterações na pele, como manchas, descamação, ressecamento e coceiras, por exemplo, nem sempre significam apenas condições que merecem cuidados dermatológicos. Em alguns casos, a pele pode sinalizar um problema de saúde mais sério, como no caso da colangite biliar primária.

O que é colangite biliar primária

Anteriormente chamada de cirrose biliar primária, a colangite biliar primária é uma doença crônica e autoimune que afeta o fígado e provoca inflamação e destruição das vias biliares, ou seja, os canais que levam a bile do fígado até a vesícula biliar e o intestino.


A condição é mais comum entre as mulheres, principalmente acima dos 30 anos de idade. As causas da colangite biliar primária ainda não são completamente conhecidas, mas sabe-se que ela é influenciada pela genética.

Sintomas de colangite biliar primária

  • Coceira na pele (principalmente nas mãos e nos pés)
  • Inchaço na região de pés e tornozelos
  • Dores musculares e nas articulações
  • Secura da boca e dos olhos
  • Coloração amarelada da pele e dos olhos
  • Colangite biliar primária: diagnóstico e tratamento
Exames de sangue que avaliam o funcionamento do fígado podem indicar, inicialmente, um quadro de colangite biliar primária, mas a confirmação do diagnóstico só é obtida com testes mais específicos, como de imagem ou mesmo biópsia, pedidos pelo médico ao suspeitar da doença.

Como a colangite biliar primária não tem cura, o tratamento visa combater o desenvolvimento da doença, evitando danos maiores ao fígado, e o alívio dos sintomas. A terapia normalmente é feita com uso de medicamentos, colírios e hidratantes, dependendo dos sinais apresentados por cada paciente. Em casos mais graves, no entanto, pode ser necessário um transplante de fígado.



Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.