Publicidade

Comer ovos todos os dias pode fazer um bem enorme para a saúde

Considerado por vezes um alimento de segundo plano ou até mesmo " sem graça", o ovo é bastante subestimado levando em conta os inúmeros benefícios que ele traz para a saúde. Presente em quase todas as dietas e ingrediente indispensável para diversos pratos, mostramos aqui porque o ovo merece o pódio dos "superalimentos".

Benefícios do ovo para saúde



Poder nutritivo

O ovo contém inúmeras vitaminas, minerais e proteínas indispensáveis para o bom funcionamento do organismo como: vitaminas E, D, K, B12, B2, B5 e A; selênio; cálcio; ferro; potássio; zinco; manganês e folato.

Previne envelhecimento e doenças crônicas

O fato de conter tantas vitaminas, que também são substâncias oxidantes, dá ao ovo a força para prevenir doenças crônicas como hipertensão e combater o envelhecimento precoce das células, o que diminui o aparecimento de rugas.

Alimento para o cérebro

A gema do ovo é rica em um nutriente chamado colina, que geralmente é agrupado no complexo B. Pesquisasapontam que esse nutriente, em especial, auxilia a formação de novos neurônios, fortificando a saúde do cérebro e diminuindo o risco de doenças como, Parkinson e Alzheimer. Além de prevenir doenças do fígado e cardiovasculares.

Ajuda a perder peso

Como possuem muita proteína, estudos comprovam que comer ovo ajuda a ter mais saciedade, além de tornar a digestão mais lenta, o que atrasa a fome. Por isso ele é um grande aliado de dietas com poucos carboidratos e indicado para ser consumido pela manhã e no final da tarde, ao invés de algum doce. Dessa forma, a pessoa estará com menos fome nas refeições principais de almoço e jantar.

Bom para ganhar músculo
A leucina, aminoácido que compõe a proteína da clara do ovo, ajuda na manutenção e crescimento dos músculos, mantendo o corpo mais firme. Mas não é recomendado deixar a gema de fora da receita, já que nela se encontram parte significativa dos nutrientes.

Mas o ovo tem gordura...

Uma das grandes questões em relação ao consumo de ovo é se a gordura contida no alimento faz bem ou não para o organismo. Uma pesquisa da Escola de Saúde Pública de Harvard, nos Estados Unidos, feita ao longo de dez anos, mostrou que o consumo de até sete ovos por semana altera pouquíssimo as taxas de colesterol. Isto acontece porque a concentração de gorduras totais em uma gema de ovo é de 5 gramas, sendo apenas 1,5 de saturada.

Outros estudos – publicados na Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos – demonstraram que o consumo de ovos, na verdade, aumenta o “bom” colesterol, chamado de HDL e tende a diminuir o “mau” colesterol LDL. Estes estudos também comprovam que não há qualquer associação entre risco de doença cardiovascular e o consumo de ovos, pelo contrário, seu consumo ajuda a saúde cardiovascular. 



Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.