Publicidade

Conheça 8 jeitos de comer menos sal todos os dias

A ingestão excessiva do sal branco de cozinha provoca retenção de líquidos, inchaço e aumento da pressão arterial que, consequentemente, desencadeia diversos problemas de saúde. O consumo seguro de sal é de cerca de 5 g por dia, quantidade raramente respeitada pela população brasileira, segundo estudos.

Apostar em substituições inteligentes para o tempero das refeições, portanto, é importante para evitar doenças, especialmente cardíacas. Aprenda como comer menos sal todos os dias, com substitutos mais saudáveis, indicados pela nutricionista Mirtes Stancanelli, diretora do Grupo Minian e membro do comitê científico do Instituto Lado a Lado pela Vida:

Como substituir o sal na alimentação



Alho: além de combinar com praticamente todas as comidas, é um anti-inflamatório natural que ajuda a eliminar secreções respiratórias, prevenir a arteroesclerose e reduzir a pressão arterial. O alimento ainda contribui para eliminação da gordura da alimentação, fazendo com que o organismo não a absorva completamente.

Sal verde: trata-se de um sal iodado, temperado com ervas e especiarias, 100% natural e com grande aporte de nutrientes. Ele possui teor de sódio reduzido e, por isso, traz praticidade no controle do mineral. Além disso, por estimular maior ativação das papilas gustativas, realça o sabor dos alimentos.

Cebola: o alimento limpa secreções respiratórias, melhora dores articulares, é antidepressiva, antioxidante e anti-inflamatória, explica a nutricionista.

Limão: a fruta pode temperar saladas e peixe e tem propriedade anti-infecciosa.

Tomilho: antisséptico, o alimento ajuda na prevenção de problemas respiratórios, reduz o colesterol e protege contra o envelhecimento das células. Utilize para temperar alimentos consumidos crus, como saladas, e carnes, como frango e carne vermelha.

Manjericão: antiviral, o tempero auxilia no tratamento de cataratas e diabetes, acelera a cicatrização da pele e protege contra desconfortos intestinais. As folhas frescas podem ser consumidas com peixes ou risotos, além de, claro, dar sabor extra ao molho de tomate.

Salsa: beneficia a digestão e tireoide e pode ser utilizada in natura, em forma de pastas ou em chás. Consumir 3 folhas de salsa antes das principais refeições ajuda a retirar as toxinas do organismo. Na forma de pasta, pode-se fazer um patê de salsa utilizando um maço e água suficiente para bater no liquidificador e ficar na consistência adequada.

Alho-poró: possui alto teor de fibras e inúmeras vitaminas e minerais, promovendo bom funcionamento do intestino, combatendo câimbras, fortalecendo os músculos e estimulando a calcificação óssea. O alimento ainda melhora o sistema cardiovascular e estimula o sistema de defesa.



Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.