Publicidade

O seu filho não come? Conheça dicas simples que vão te ajudar a superar essa situação.


Chef e nutricoach Eliane Kina traz uma série de dicas que vão estimular a crianças a comerem de tudo e ensina receitas para fazer com os pequenos
Meu filho não come, ele não gosta de legumes e nem de verduras. Muitos pais vivem essa situação e, com isso, a hora do almoço ou o do jantar vira uma luta diária. Os pais sofrem porque não sabem o que oferecer aos filhos. Os pequenos também porque não aceitam aqueles alimentos. E agora?

A chef e nutricoach Eliane Kina defende que é possível, sim, transformar essa tortura em um momento divertido para todos e dá dicas de como estimular as crianças para que elas comam de tudo. O dilema do " meu filho não come " pode ser resolvido com criatividade e a ajuda dos pequenos.

Se seu filho tem dificuldades em aceitar alimentos diferentes, o primeiro passo é tentar instigá-lo a provar o novo. Não existe uma maneira de organizar os alimentos para que eles comam melhor, porque o paladar vai variar de criança para criança, mas vale despertar a curiosidade dos pequenos. 

"Mostre a beleza da fruta ou legume, faça as crianças sentirem o aroma, perceberem a textura com o tato. Conte para a criança alguma história, alguma memória afetiva que a família tem com essa fruta ou legume", sugere Eliane.
Além disso, atenção também ao modo como o alimento é preparado. O paladar da criança é diferente do paladar do adulto. "A criança tem um paladar muito sensível, portanto as melhores receitas são aquelas que não tem muito temperos, pimenta ou condimentos", comenta a chef, que também dá aulas de culinária para crianças de 5 a 10 anos em uma escola da zona leste de São Paulo.

Tomando esse cuidado com os temperos, uma ideia é misturar os novos legumes e verduras a outros já conhecidos e bem aceitos pelos filhos. "O ideal é estimular a criança a comer de tudo, mas caso ela não esteja acostumada, você pode adicionar uma cenoura, por exemplo, dentro de um hambúrguer", comenta Eliane.

Entretanto, não é para esconder a novidade da criança. "Mostre para ela que o hambúrguer ficou mais gostoso graças à cenoura".

Outro ponto-chave é paciência. Não desista se o pequeno recusar a comida nas primeiras tentativas. "Explique que para gostar de algo novo, é preciso experimentar pelo menos umas 15 vezes", orienta a profissional.

Também vale ter calma em relação a quantidade e variedade dos alimentos nas receitas para crianças. "Quanto mais porções de frutas, legumes ou verduras os pequenos comerem, melhor, mas não force a barra. O ideal é fazer a criança ouvir sua fome, fazer com que ela reconheça a sua fome e saber da importância do comer de forma variada", indica Eliane.

"E para as crianças que nunca comeram frutas, legumes ou verduras, não devemos introduzir tudo de uma vez. O correto é os pais adicionarem uma cor a cada dia no prato", completa a chef e nutricoach.

Dilema do "meu filho não come": dicas práticas




Eliane defende que uma boa prática é envolver a a criança nos processos e fazer com que isso desperte nela a vontade se seguir uma dieta saudável. Pensando nisso, ela separa 10 dicas para melhorar a alimentação infantil. São ideias para colocar em prática com crianças de 5 a 12 anos.

1. Organização: antes de convidar a criança para a cozinha, já deixe tudo arrumado e planejado

2. Mão na massa: a criança não deve ficar apenas olhando, ela deve participar de fato dos processos. Deixe que ela, sob a supervisão de um adulto, prepare o alimento. "Desta forma, ela sentirá mais valorizada e confiante", afirma Eliane.

3. Alimentos especiais: durante o processo, converse com a criança e a instigue a usar todos os sentidos na hora da alimentação. Fale como a cor do alimento é bonita, como o cheiro é bom e como a textura é interessante.

4. Alimentos diferentes: além disso, mostre que cada alimento tem características especiais. "Explique, por exemplo: O abacaxi é áspero por fora, mas que é suculento e doce por dentro. Desta forma você quebra pré-conceitos", explica a chef e nutricoach. 

5. Capriche na decoração dos pratos: aposte em ervas aromáticas para decorar os pratos que vão preparar juntos. Além de levar novos sabores às receitas, essa ideia pode ser uma forma de incentivar a criança a cultivar uma horta com temperos em casa.

6. Decore a mesa também: convide a criança para arrumar a mesa do almoço ou do jantar com você. Deixe que ela escolha a louça que será usadada, por exemplo. Isso vai despertar, além da vontade de comer nos pequenos - já que ele fez parte de tudo, o desejo de comer em família. "Estudos mostram que uma refeição por dia, feita em família, melhora a autoestima da criança", diz Eliane.

7. Lista de compras colaborativa: "Peça ajuda também da criança na hora de fazer a lista de compras e caso ela não coloque frutas e legumes, explique que para ter saúde e ser feliz com a família é importante comer de tudo", orienta a profissional.

8. Lancheira a quatro mãos: feitas as compras, incentive os pequenos a montarem a lancheira da escola junto com você. Nesse momento, aproveite para ensiná-la sobre os benefícios dos alimentos naturais e faça com elas sucos, sanduíches com ingredientes saudáveis. Isso, segundo Eliane, vai até ajudar a criança a não se interessar tanto por produtos industrializados, já que eles não farão parte do dia-a-dia dela. 

9. Cozinha é lugar de diversão: a criança tem que perceber que cozinhar é legal e não uma tarefa árdua e nem exclusiva dos adultos. "Uma criança que é incentivada a cozinhar em família, normalmente come de tudo e faz melhores escolhas alimentares quando cresce", afirma a especialista.

10. Elogie os pequenos: se ele está na categoria do "meu filho não come", reconheça e elogie cada pequeno passo, cada novo alimento ingerido. Isso vai incentivar a criança a continuar experimentando.

Receitas para fazer com as crianças



E já que a ideia é levar os pequenos para a cozinha, Eliane também ensina três receitas para fazer com a ajuda dos pequenos.

Pão de Queijo de Frigideira



Ingredientes:
2 colheres (sopa) de polvilho azedo
1 ovo
1 colher de chá de parmesão ralado

Modo de preparo:
Em uma tigela misture todos os ingredientes. Com a ajuda de uma colher, despeje o conteúdo em uma frigideira anti-aderente e deixe por 1 minuto de cada lado ou até começar a desgrudar.

Bolo de caneca de cenoura com aveia



Ingredientes para o bolo:
¼ de cenoura média
1 colher (chá) de açúcar
½ colher (chá) de óleo
2 colheres de aveia
½ colher (chá) de fermento

Ingredientes para a cobertura:
1 colher de chá de leite condensado
½ colher de cacau em pó

Modo de preparo:
No liquidificador coloque todos os ingredientes da massa e bata bem. Despeje o conteúdo em uma caneca ou copo e leve ao microondas na potência média por 2 minutos e 30 segundos. Reserve.

Para a cobertura, misture o cacau com o leite condensado e leve ao microondas na potência alta por 20 segundos. Ao retirar o preparo do microondas, misture bem e derrame por cima do bolo. Sirva em seguida.

Hambúrguer da Emily



Ingredientes:
500 gramas de carne moída
2 colheres (sopa) de flocos de aveia
1 cenoura ralada
sal a gosto

Modo de preparo:
Misture todos os ingredientes em um recipiente. Depois, modele os hambúrgueres e tempere com sal. Para preparar, grelhe em uma frigideira com um fio de óleo.

A sugestão é servir no pão de hambúrguer, com uma fatia de queijo, alface e tomate.

Deixe seu filho misturar ingredientes das receitas, modelar os hambúrgueres e acompanhar os processos. Ver os alimentos sendo preparados pode ajudar a acabar com o dilema " meu filho no come " e despertar nele a vontade de experimentar diversos sabores.



Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.