Coronavírus, como é transmitido e como evitar

A transmissão do coronavírus pode acontecer tanto de pessoa para pessoa como de animal para pessoa, sendo, por isso, importante que a pessoa adote medidas de prevenção, como lavar as mãos, evitar o contato com pessoas que possam estar infectadas e evitar ambientes fechados e com muitas pessoas.

O coronavírus é uma família de vírus responsável por alterações respiratórias, principalmente a gripe. No entanto, no caso de o coronavírus ser também transmitido de animais para pessoas, os sintomas de infecção são mais graves, podendo haver insuficiência respiratória em pessoas que já possuem o sistema imunológico comprometido, como o que acontece com o 2019-nCoV


Como acontece a transmissão

A transmissão do coronavírus acontece de forma muito fácil, podendo ser transmitido através do contato com animais ou pessoas infectadas pelo vírus. No caso da transmissão acontecer entre pessoas, a infecção pelo vírus pode acontecer por meio da inalação de gotículas de saliva e das secreções respiratórias que ficam presentes no ar quando a pessoa contaminada pelo coronavírus fala, tosse ou espirra, por exemplo.

No caso do novo tipo de coronavírus circulante, o 2019-nCoV, além de ser transmitido de animal para pessoa, há confirmação também da transmissão entre as pessoas por meio da inalação de góticulas respiratórias e contato com pessoas já infectadas, o que justifica o grande número de casos. Devido à essa confirmação, foi declarada pela Organização Mundial de Saúde estado de emergência internacional, devendo ser adotadas novas medidas para evitar a disseminação do vírus.

Além disso, a transmissão pode acontecer mesmo que a pessoa não apresente sintomas, ou seja, durante o período de incubação do vírus, que corresponde ao período em que o vírus está se multiplicando no organismo.


Como não pegar o coronavírus

Para evitar a infecção pelo coronavírus, é recomendado adotar medidas de proteção para evitar que o vírus se espalhe, como por exemplo:
  • Lavar bem as mãos com água e sabão, principalmente após entrar em contato com alguém que tenha o vírus ou que esteja com a suspeita;
  • Evitar ambientes fechados e com muita gente, pois nesses ambientes o vírus consegue se espalhar mais facilmente e atingir uma maior quantidade de pessoas;
  • Usar máscaras de proteção individual para cobrir o nariz e a boca e evitar especialmente a transmissão para outras pessoas. Nas regiões de maior risco de infecção e para profissionais de saúde que estejam cuidando de pessoas com suspeita de coronavírus é recomendado o uso de máscaras do tipo N95, N100, FFP2 ou FFP3.
  • Evitar o contato com animais selvagens ou que pareçam estar doentes, já que a transmissão pode acontecer entre animais e pessoas;
  • Evitar o compartilhamento de objetos pessoais que possam estar com gotículas de saliva, por exemplo, como talheres e copos.
Além disso, como forma de evitar a transmissão, a Organização Mundial de Saúde está desenvolvendo e implantando medidas de monitorização das suspeitas e dos casos de infecção por coronavírus para que seja entendida a virulência do vírus e mecanismo de transmissão. 



Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.